cabecalho apta130219

Conab mantém estimativa de safra recorde de grãos

A safra brasileira de grãos 2006/07 será de 130,5 milhões de toneladas, ou 6,5% superior ao registrado no ciclo anterior, de 122,5 milhões t. O número é da décima pesquisa realizada pela Conab e segue como o maior da história. A informação foi divulgada nesta terça-feira (03-07) pelo diretor de Logística e Gestão Empresarial, Sílvio Porto, e pelo presidente da estatal, Wagner Rossi, que destacou as políticas implementadas pelo governo federal como um dos fatores para o bom resultado. O estudo do mês passado apontava uma produção de 130,7 milhões t. Em relação a este levantamento, portanto, houve redução de 0,1%. Segundo os técnicos responsáveis, essa leve queda não altera o quadro positivo da colheita. Em relação à safra 2005/06, o crescimento mais significativo continua com o milho total, com 18,9% (de 42,5 para 50,6 milhões t), soja, com 5,5% (55,0 para 58,0 milhões t) e algodão-caroço, com 36% (de 1,7 para 2,3 milhões t). Por outro lado, há redução no arroz de 3,5% (de 11,7 para 11,3 milhões t) e no feijão total de 3,5% (de 3,5 para 3,4 milhões t), conseqüência da troca de área entre as culturas, do baixo preço do produto no mercado e da falta de chuvas nos meses de março e abril na região Centro-Oeste. A colheita da maioria dos grãos está praticamente no fim. O milho resta apenas 10%, o feijão 19% e o algodão 55%. A soja está totalmente concluída. Nesta pesquisa foram também avaliados ainda os primeiros números da produção de trigo para o ciclo 2007/08. A cultura registra um crescimento de 71,8% em relação à safra atual, saindo de 2,2 para 3,8 milhões t. O aumento é reflexo da retomada de área e da recuperação da produtividade. Plantio: Levando em conta as lavouras do período passado, a área cultivada encolheu 3,9% (de 47,9 para 46,0 milhões hectares). A cultura mais atingida é a soja, com uma área 9,3% menor (de 22,7 para 20,6 milhões de hectares). Em contrapartida, o milho segunda safra teve a área ampliada em 32,7% (de 3,3 para 4,4 milhões de hectares). Para atualizar os números, técnicos da estatal mantiveram contato no período de 18 a 22 de junho com representantes de cooperativas, órgãos públicos e privados, agentes financeiros e produtores de todo o país. As informações são da assessoria de imprensa da Conab. Redação Fonte: Agrolink
Pin It

Notícias por Ano