cabecalho apta130219

Citricultor antecipa colheita

Uma frente fria trouxe chuva para todo o Estado de São Paulo. Com isso a umidade do solo voltou a subir, atingindo o limite máximo de armazenamento em Barretos, Jaboticabal, São Carlos e São José do Rio Pardo. Apenas em Guaratinguetá e Ilha Solteira a chuva não foi suficiente para elevar a umidade do solo. Com o tempo favorável desde o início desta safra, os produtores estão atentos à oscilação dos preços. As lavouras de algodão de Ituverava, Leme e Miguelópolis, em fase de frutificação, foram favorecidas pela chuva bem distribuída até o momento, mas a queda de preços mesmo na entressafra da cultura preocupa os produtores. Para os sojicultores a situação é diferente, pois a maior parte das lavouras está no fim da maturação e cerca de 40% da área de soja do Estado já foi colhida, com produtividade de 65 sacos por hectare, mesmo nas áreas com variedades precoces - que têm menor potencial produtivo. COLHEITA Para aproveitar a entressafra e a alta de preços dos citros, os produtores já iniciaram a colheita nos pomares cultivados com as variedades mais precoces de laranja - hanlim, baia e lima - e também nas áreas de tangerina cravo e poncã. A chuva bem distribuída elevou a taxa de pegamento dos frutos e, conseqüentemente, a produtividade nos pomares. Nos canaviais de Lins a chuva não causou problemas para a primeira semana de colheita. As condições operacionais para os trabalhos de campo e para o tráfego de máquinas e implementos são boas. A maior parte das usinas paulistas deve iniciar sua safra em abril, aguardando a elevação da produtividade e do rendimento industrial da cana.
Pin It

Notícias por Ano