cabecalho apta130219

Centro de Fruticultura IAC completa 70 anos

Aproximam-se as festas de final de ano — época em que as frutas estão sempre presentes, não apenas para serem consumidas, mas também para decoração. No passado, muitas das frutas eram consumidas apenas em épocas específicas, como as uvas no Natal...tempo em que esses produtos eram raros...Hoje, diversas frutas podem ser encontradas em todos os períodos do ano. Essa disponibilidade desse grupo de alimentos tão recomendado para se ter uma vida saudável deve-se muito às pesquisas desenvolvidas no Instituto Agronômico (IAC), que adaptou as frutas de clima temperado para as condições climáticas do Estado de São Paulo. Daí termos diversidade de pêssego, uva, nectarina... O Centro de Fruticultura IAC irá comemorar seus 70 anos no próximo dia 12 de dezembro, em Jundiaí, a partir das 13h30. As contribuições desse Centro não se limitam a São Paulo, mas alcançam outras regiões do Brasil e até do exterior. A viticultura do Nordeste, em especial no Vale do São Francisco, está assentada em porta-enxertos para clima tropical e subtropical desenvolvidos no IAC. Essa contribuição extrapola os solos brasileiros, chegando até na Tailândia, onde a maior parte das videiras locais usa um porta-enxerto — ou cavalo, no jargão do produtor — desenvolvido pelo Instituto Agronômico, o IAC 572, bastante vigoroso e resistente a doenças. Os trabalhos desenvolvidos ao longo de sete décadas fazem do Centro de Fruticultura IAC um dos mais atuantes e conceituados centros de pesquisa nessa área no País. Com a finalidade de pesquisar a viticultura e a enologia, a Estação Experimental de Jundiaí foi criada em 28 de dezembro de 1936. Ao longo dos anos, desenvolveu novas variedades e tecnologias de cultivo que viabilizam a produção de frutas no Estado de São Paulo, até então não adaptadas aos campos paulistas. Passou a ser chamada Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Frutas, desde a reorganização da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, em 8 de janeiro de 2002. SERVIÇO Comemoração 70 anos do Centro de Fruticultura IAC Data: 12 de dezembro de 2006 Horário: 13h30 Local: Centro de Fruticultura IAC - Av. Luiz Pereira dos Santos - 1.500 - Bairro Corrupira - Jundiaí (SP) PROGRAMAÇÃO 13h30 - Recepção e abertura. 14h - Homenagem aos servidores do Centro de Frutas. 14h15 - Entrega de Menção Honrosa ao ganhador do concurso da logomarca do Centro de Fruticultura. 14h30 - Homenagem à personalidade externa. 14h45min - Inauguração da Galeria de ex-diretores do Centro de Fruticultura. 15h - Visita à vitrine tecnológica. Confira as principais tecnologias geradas no Centro de Frutas IAC Videira Obtenção de novos porta-enxertos A viticultura do Nordeste, em especial no Vale do São Francisco, está assentada em porta-enxertos para clima tropical e subtropical desenvolvidos no IAC. Os principais são: IAC 766 Variedade Campinas IAC 313 Variedade Tropical IAC 572 Variedade Jales IAC 571-6 Variedade Jundiaí Variedades de mesa com plantios em várias regiões de São Paulo e do Brasil. As principais são: IAC 871-41 Patrícia - grandes plantios no Nordeste com produção para exportação. Atualmente está se expandindo em regiões de Mato Grosso. IAC 842-4V Piratininga. IAC 157-29 Juliana - lançada em 2001 e com sabor moscatel, tem atraído o interesse de produtores. A procura por mudas se deve às características de cultivo: rusticidade, poda curta e bom nível de tolerância às principais pragas e doenças. IAC 514-6 Maria sem semente. IAC 457-11 Paulistinha sem semente As variedades apirenas (sem semente) do Programa de Melhoramento Genético do IAC foram as primeiras obtidas no Brasil. Variedades para produção de vinho IAC 138-22 Variedade Máximo A variedade Máximo produz um ótimo vinho tinto. É cultivada no sul do País e em São Paulo. IAC 116-31 Variedade Rainha Cultivada no Estado de São Paulo, gera um vinho branco de sabor neutro. IAC 21-14 Variedade Madalena Produz vinho moscatel de ótima qualidade, e também para elaboração de vinho espumante. As variedades de vinho ocupam grandes áreas de plantio no Estado. Técnicas de cultivo desenvolvidas Uso de escova plástica para desbaste da uva Itália e suas mutações. Essa técnica está disseminada em todas as áreas produtoras de uvas finas. Como exemplo da eficiência do processo tem-se: o uso da escova permite que uma pessoa faça o desbaste de bagos e de até 4.000 cachos/dia. Sem o uso da escova o rendimento seria de 200 cachos/dia. Controle Fitossanitário de doenças da videira através de parâmetros climáticos-fenológicos. Essa técnica permite a redução de 30% no uso de defensivos agrícolas. Tecnologias geradas com outras frutíferas Frutas chegam ao Estado pelas mãos do IAC As pesquisas com melhoramento genético de frutas, realizadas pelo Instituto Agronômico (IAC), resultaram em muitas novas variedades bem adaptadas às condições climáticas do Estado de São Paulo. Com as pesquisas no IAC foram desenvolvidas variedades de alta produtividade e qualidade. Graças à excelência e à dedicação da equipe do IAC, a fruticultura de clima temperado teve um grande desenvolvimento em campos paulistas, onde os pomares foram instalados em regiões de clima tipicamente subtropical. As principais variedades de pêssego plantadas no Estado são: Jóia - pêssegos brancos de caroço solto. Adaptados às condições de clima ameno no Estado. Ouromel e Tipo Dourado - pêssegos amarelos de caroço solto. Adaptado às condições de inverno brando e um dos mais plantados no Estado. Aurora - pêssegos avermelhados de caroço preso. São rústicos, de alta produtividade e firmes, favorecendo seu manuseio. Está entre os mais plantados. Caqui - a principal variedade de caqui obtida no Centro de Frutas é a IAC 152-7 Fuyuhana. Precoce, sem exigência de frio, sem tanino e muito plantada no Estado. Além dessas variedades foram obtidas outras como ameixas, nêsperas, pêras que oferecem, aos produtores, alternativas de plantio em quase todas as regiões paulistas. A área de plantio dessas culturas tem crescido consideravelmente, proporcionando grande oferta de empregos e geração de renda para os produtores, empregados e municípios.
Pin It

Notícias por Ano