cabecalho apta130219

Centro de Citricultura do IAC realiza o maior evento citrícola do Brasil

O Instituto Agronômico (IAC), de Campinas, realiza a 36ª Semana da Citricultura, o 45º Dia do Citricultor e 40ª Expocitros, no Centro de Citricultura Sylvio Moreira-IAC, em Cordeirópolis, interior paulista, de 2 a 5 de junho de 2014. Este é o principal evento do Brasil e do mundo em transferência de tecnologias citrícolas, segundo o coordenador e diretor do Centro, Marcos Antonio Machado.
A transferência de tecnologias e a divulgação de informações tem se convertido em adoção das tecnologias, segundo o pesquisador do IAC, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo. Ao longo desses 36 anos, a Semana da Citricultura trouxe para o debate todos os temas relevantes para o setor. Nas palestras são abordados desde aspectos de manutenção do pomar, novas tecnologias de adubação, sistemas de pulverização, novos porta-enxertos, novas variedades copa e controle de doenças e pragas, até questões comerciais, como o conflito por preço e colheita entre produtores e indústria.
De acordo com o pesquisador do IAC, todas as empresas citrícolas participaram ou ainda participam do evento. “Várias associações foram aqui criadas, o grande atrativo são as palestras técnicas e científicas”, afirma Machado.
O evento tem o objetivo de estabelecer um fórum contínuo de discussão tecnológica, científica, econômica e política para a citricultura brasileira. “Quando foi criada a Semana, não havia — e ainda não há — um fórum destinado a uma única cadeia do agronegócio, como acontece com nosso evento”, diz.
A Semana da Citricultura diferencia-se também por não ter viés comercial, não há venda de produtos. O encontro é todo focado na transferência de tecnologias. O fator limitante, na avaliação do coordenador, é o fato de o produtor ter que estar presente para ver e ouvir sobre as novidades. “Ainda não temos a dinâmica que os tempos atuais exigem, como mecanismos de transmissão on line”.
Segundo Machado, a Semana da Citricultura está para o setor citrícola assim como  a Agrishow está para a área de implementos agrícolas. “Todos os outros eventos destinam-se a várias cadeias do agronegócio e quase nenhum deles tem o ciclo de palestra que a Semana da Citricultura tem”, considera.
Com o perfil de reunir os diversos elos da cadeia de produção, a Semana da Citricultura também sente os reflexos das dificuldades enfrentadas pelo setor. “Já tivemos um grande e diverso público de produtores. No entanto, com as crises, o aumento de pragas e doenças e o aumento nos custos de produção, um grande número de produtores pequenos saiu do setor. No evento, predominam hoje grandes produtores, extencionistas, pesquisadores e viveiristas”, diz.
Se por um lado as crises dificultam a participação em eventos, por outro, muitas das soluções podem estar justamente nesse encontro de protagonistas. Daí a importância de os citricultores continuarem interagindo com os geradores de soluções técnicas, que podem auxiliá-los a melhorar qualidade e produtividade de seus pomares.
Neste mês de junho, o IAC irá completar 127 anos de atuação ininterrupta e o tema adotado para o 127º aniversário é inovação.  Na avaliação de Machado, a Semana da Citricultura tem na sua concepção o conceito da inovação, com a adoção de práticas e tecnologias geradas pelo setor de pesquisa e desenvolvimento para o setor de produção. “Quem faz inovação é quem usa a tecnologia: o produtor. Quem gera potencial de inovação é o setor de P&D. A transferência de um setor a outro é parte fundamental do esforço do Centro de Citricultura, através de suas ações de transferência de tecnologia, como é a Semana da Citricultura”, avalia.
Confira a programação
Serviço
36ª Semana da Citricultura, 45º Dia do Citricultor, 40ª Expocitros
Local: Centro de Citricultura Sylvio Moreira-IAC, Rodovia Anhanguera, km 158 – Cordeirópolis-SP
Data: de 2 a 5 de junho de 2014.
Horário: 8h30 às 18h.
Texto: Carla Gomes (MTb 28156) – Assessora de Imprensa
Assessoria de Imprensa – IAC
19 – 2137-0616/613
Pin It

Notícias por Ano