cabecalho apta130219

Caminhos da Cana 2016/2017 será lançado no Centro do IAC

No próximo dia 29 de julho, das 9h às 17h, o Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC), irá sediar, em Ribeirão Preto, o lançamento da edição 2016/2017 do projeto Caminhos da Cana, desenvolvido pela Organização de Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil (Orplana). A partir deste ano, o Caminhos da Cana conta também com a participação do IAC, graças à parceria firmada entre o instituto, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, e a Orplana, em maio deste ano, durante a Agrishow.
O primeiro evento desta nova edição, destinado à transferência de informações e tecnologias sobre o setor sucroenergético, deverá reunir cerca de 300 profissionais, entre canavicultores da região, integrantes do setor e das associadas da Orplana.
“A ideia de iniciarmos o Caminhos da Cana 2016/2017 tem todo um propósito pelo fato de ser o Centro de Cana um difusor de tecnologia e compartilhamento de profissionais e de produtores dentro do setor sucroenergético, que tem sua concentração em Ribeirão Preto”, afirma Celso Albano, gestor executivo da Orplana.
Segundo Albano, o IAC será um dos grandes parceiros na difusão de tecnologias e estreitamento da interação entre o campo e a pesquisa.
“A entrada do IAC neste projeto dá uma envergadura na parte científica agrícola, que faltava. Por isso, constitui grande agregação de valor ao trabalho”, afirma o criador do Caminhos da Cana, Marcos Fava Neves, professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP).
 Criado em 2014, o Caminhos da Cana tem por objetivo ampliar o conhecimento desta cadeia de produção, identificando seus principais desafios e tendências, além de fortalecer o associativismo. O projeto visa também transferir para a opinião pública os benefícios gerados pela produção e uso do etanol como energia sustentável e renovável. Neste ano, a temática adotada é “Eficiência – antecipando-se às novas realidades”. “O objetivo é focar os assuntos nos problemas que o canavicultor tem ou terá a partir de fatores  ambientais, regulamentadores, fiscais, legislativos, econômicos e tecnológicos, considerando se este produtor está preparado para estas novas realidades”, afirma Albano. Nesse novo contexto estão incluídos a legislação ambiental, o novo Código Florestal, o protocolo agroambiental, que envolve o fim da queima da cana e a mecanização total, a prestação de serviços em colheita e outros.
O evento trará ao público palestras sobre uso dos custos de produção como ferramenta estratégica, gestão da informação, entendimento das ações convergentes no agronegócio para se antecipar a fatores impactantes, confrontação entre a cultura associativa perante a necessidade de profissionalização do produtor e introdução da visão da gestão estratégica.
O Caminhos da Cana já percorreu cerca de 50 municípios nos Estados de São Paulo, Alagoas, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Paraíba. “O Caminhos da Cana foi implantado para rodar as regiões sucroenergéticas, falando com as bases e para as bases”, diz Fava Neves.
SERVIÇO
Lançamento da edição 2016/2017 do projeto Caminhos da Cana
Data: 29 de julho de 2016
Horário: 9h às 17h
Local: Auditório do Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC) – Anel Viário Contorno Sul, km 321, Ribeirão Preto, São Paulo.
Por Carla Gomes (MTb 28156)
Assessoria de Imprensa – IAC

 

Pin It

Notícias por Ano