Apta

Biológico cria 50 novos exames para diagnósticos de doenças animais

Cinquenta novos exames, para diagnósticos de doenças animais, estão sendo oferecidos pelo Instituto Biológico (IB-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Além disso, o IB está desenvolvendo e aplicando ferramentas de informática para apoiar os processos de geração, administração, análise e disseminação de dados dos processos. A finalidade é a de atender a crescente demanda com eficiência e qualidade, o que possibilitará reorganização e agilidade no diagnóstico, informa a pesquisadora Edviges Maristela Pituco, especialista na área de sanidade animal e uma das lideranças brasileiras no assunto.
“No segundo semestre de 2009, com início do funcionamento do PCR em tempo real, equipamento adquirido recentemente pelo Estado, o IB amplia ainda mais a gama de exames de alta sensibilidade e especificidade, disponibilizando aos seus clientes exames mais complexos e de ponta”, conta Pituco. O aparelho é considerado um dos mais modernos, similar ao que existe em avançados centros de diagnósticos do mundo, e será utilizado para o diagnóstico diferencial de doenças vesiculares, encefálicas e reprodutivas.
Isto permitirá a detecção simultânea de vários agentes, a diminuição do tempo de realização dos exames, com garantia de resultados ainda mais precisos, além de possibilitar o sequenciamento genético para estudos epidemiológicos, diz a pesquisadora do IB. “A incorporação dessas tecnologias promove a melhoria de resultados, pois dilui custos fixos, principalmente com pessoal, e gera aumento de credibilidade com a precisão e agilidade nos resultados. Sistemas tecnificados e modernos também agridem menos o ambiente, pois emitem menos poluentes e consomem menos energia, permitindo maior número de análises em menor tempo e custo.”
A melhoria na prestação de serviços nesta área foi possível graças aos investimentos do governo estadual em infra-estrutura e equipamentos para modernização dos laboratórios, recursos estes provenientes do programa Risco Sanitário Zero. “Com esse investimento, as áreas de sanidade animal e vegetal, juntas, colocam a Secretaria de Agricultura e Abastecimento como detentora do maior Centro de Diagnóstico Sanitário e Fitossanitário do País, considerando a maior abrangência de exames feitos por uma só instituição”, diz o diretor do IB. Antonio Batista Filho.
O Centro de Sanidade Animal do IB atua nas áreas de bacteriologia, virologia, parasitologia, biologia celular, imunologia, plantas medicinais e tóxicas, anatomia patológica e microscopia eletrônica. Oferece cerca de 250 exames nessas áreas, contribuindo para a vigilância e a prevenção de doenças, e soluções para a profilaxia e tratamento, estudo estratégico de enfermidades exóticas, combate às zoonoses, certificação de rebanhos livres de doenças, controle de qualidade de alimentos e produção estratégica de imunobiológicos e insumos. “Ser referência como o melhor e mais completo prestador de serviços em medicina veterinária diagnóstica é a missão do Centro P&D Sanidade Animal do Instituto Biológico”, revela Pituco.
Veja aqui a íntegra do artigo Soluções em diagnósticos de doenças animais.

Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424

Acompanhe a Secretaria de Agricultura no Twitter

Pin It

Notícias por Ano