cabecalho apta130219

Biológico é credenciado para análise de toxina botulínica em ração animal

O Laboratório de Bacteriologia Geral do Instituto Biológico (IB-APTA), vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento, acaba de ser credenciado para realizar análises na área de microbiologia em alimentos e água. As amostras são oriundas do controle oficial e de programas específicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para a pesquisa de toxina botulínica em amostras de ração animal destinadas à exportação.
No Brasil, além do LANAGRO-PA, o Instituto Biológico é o único laboratório credenciado junto ao MAPA para emitir tal diagnóstico. O certificado negativo para botulismo é exigido pela Rússia para exportação de ração animal, a fim de garantir a segurança do produto. 
O botulismo é o nome dado à intoxicação causada pela ingestão da toxina produzida pelo Clostridium botulinum. Trata-se da toxina mais potente conhecida, que causa quadros de paralisia flácida e morte por parada respiratória, explica a pesquisadora Alessandra Nassar. 
O C. botulinum é um bacilo anaeróbio, Gram-positivo, formador de esporos que o torna extremamente resistente. Isto possibilita sua sobrevivência e disseminação por longos períodos nos mais diversos ambientes, proliferando em matéria vegetal e cadáveres que entram em decomposição no pasto, na água estagnada, no feno, no milho, na silagem, na casca de soja peletizada e na ração.
Dessa forma, o credenciamento do Instituto Biológico contribuirá para a economia do País, ao favorecer as exportações brasileiras. Além disso, continua gerando dados epidemiológicos importantes na frequente pesquisa e determinação da ocorrência do botulismo nos rebanhos nacionais.
Outras informações podem ser obtidas com a pesquisadora Alessandra Nassar pelo e-mail nassar@biologico.sp.gov.br.
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
Camila Amorim/Eliane Christina da Silva (estagiárias)
(11) 5067-0424

Pin It

Notícias por Ano