cabecalho apta130219

Biológico contribui para o manejo da mosca negra dos citros na Paraíba

O pesquisador Adalton Raga, do Instituto Biológico (IB-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, visitou, no período de 3 a 5 de março, os municípios paraibanos atacados  pela mosca negra dos citros, praga quarentenária presente para o  Brasil. A visita foi realizada a convite da Prefeitura de Matinhas, município localizado na região do brejo paraibano que é o maior produtor de laranja da Paraíba e de tangerina do nordeste.  
Registrada pela primeira vez na Paraíba, em janeiro de 2010, a  mosca negra dos citros já se alastrou para 15 municípios daquele  Estado. Torna-se, assim, um risco para os estados limítrofes, como  Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará, cujas áreas produtoras tem parte da produção destinada à exportação. A mosca negra dos citros é um inseto praga da família Aleyrodidae, que possui diversas outras  espécies de plantas hospedeiras.
No dia 5 de março, a Prefeitura Municipal de Matinhas promoveu um seminário, com a presença do secretário da Agricultura da Paraíba, de prefeitos da região, de produtores e de técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), da própria Secretaria Estadual, da Emater, Embrapa, Emepa, Secretarias Municipais de Agricultura e Sebrae. O evento discutiu as ações de combate efetivo à mosca negra os citros.
Na ocasião, o pesquisador Adalton Raga relatou aspectos técnicos da praga e a experiência do Instituto Biológico com  o manejo da mosca negra dos citros no Estado de São Paulo. Também respondeu respondeu vários questionamentos sobre o assunto por parte do público presente.
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende/Maite Laranjeira
(11) 5067-0424
Acompanhe a Secretaria de Agricultura
www.agriculturasp.blogspot.com
www.twitter.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agricultura

Pin It

Notícias por Ano