cabecalho apta130219

Bactérias podem ajudar a prever mudanças no oceano

Águas Todas as criaturas têm um lugar e uma função nos oceanos, incluindo os menores micróbios, de acordo com um novo estudo que poderá levar a modelos mais precisos das mudanças nos mares. Há tempos, cientistas afirmam que a maior parte dos animais e plantas ocupam um nicho ecológico único - um tubarão, por exemplo, desempenha um papel diferente de um golfinho. As bactérias, no entanto, vinham sendo relegadas ao mundo da "redundância funcional", no qual poucas espécies são consideradas únicas. Mas, em trabalho publicado no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences, Jed Fuhrman e colegas afirma que a maioria das bactérias não é intercambiável, e que cada tipo prospera sob condições previsíveis, em períodos previsíveis. Por conta disso, os tipos e quantidades de bactérias numa amostra podem permitir deduzir quando e onde a amostra foi colhida. "Poderia lhe dizer em que mês estamos, se você acabou de tirar a amostra da água", diz Fuhrman. Os pesquisadores colheram amostras mensais de bactérias do Oceano pacífico durante quatro anos, e usaram estatísticas para correlacionar os micróbios a características da água como temperatura e presença de nutrientes. Descobriu-se que é possível prever a composição da população de bactérias, a partir das condições da água, com quatro acertos em cada cinco tentativas. Essa descoberta tem relevância para os cientistas que tentam entender as mudanças que afetam os mares, diz Fuhrman. Se o comportamento das bactérias é previsível, elas podem ser usadas para melhorar os modelos sobre o oceano.
Pin It

Notícias por Ano