cabecalho apta130219

Após subir 5%, preço do álcool recua 1,5% nas usinas de SP

O preço do álcool combustível interrompeu a trajetória de alta verificada no fim de 2006 e início de 2007. Na semana passada, houve recuo nas usinas do Estado de São Paulo, maior produtor do País, segundo levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Universidade de São Paulo (Cepea/USP). O litro do hidratado, que subiu 5% nas duas semanas anteriores, caiu 1,5%, de R$ 0,867 para R$ 0,855, na semana de 08 a 12 de janeiro. O preço do álcool anidro, que é misturado à gasolina, recuou 0,37%, de R$ 0,877 para R$ 0,874. O volume de negócios também foi maior que os da semana anterior. Segundo o Cepea, o recuo mostra acomodação de preços em plena entressafra da cana, depois da pressão causada pelos feriados de fim de ano, que caíram em finais de semana, e da crise nos aeroportos. Segundo Marta Cristina Maisteo, pesquisadora do Cepea, os reajustes de 5% do hidratado e de 1,6% do anidro, em média, já foram repassados para o consumidor. Segundo ela, a expectativa agora é de que a queda da segunda semana de janeiro também seja repassada ao varejo, mas ela avisa que o consumidor ainda deverá esperar um pouco mais para ver o preço cair na bomba, por conta dos altos estoques feitos nos últimos dias. Na safra 2006/2007, o preço do álcool anidro e do álcool hidratado subiu 14%, em média, em comparação com a safra 2005/2006, apesar do recorde de produção, que aumentou 11% no período.
Pin It

Notícias por Ano