cabecalho apta130219

Agrishow 2007 estimula a agricultura familiar no semi-árido

As tecnologias que impulsionam a agricultura familiar no semi-árido nordestino serão demonstradas durante a Agrishow Semi-árido 2007, que será realizada de 03 a 07 de julho próximo, numa área de 32 hectares da Embrapa Transferência de Tecnologia, a 40 quilômetros de Petrolina-PE. Fóruns, bate-papos tecnológicos, demonstrações a campo, e estandes vão apresentar inovações para o campo e mais de cem alternativas de convivência com a seca e transferência de tecnologias para a agricultura familiar. Orientações que vão servir para o dia a dia do produtor rural e que são verdadeiras atrações para as caravanas de agricultores que virão de todo o Nordeste. As demonstrações de tecnologias, produtos e serviços englobam experimentos que já deram certo, a exemplo da barragem subterrânea, o aproveitamento dos rejeitos da dessalinização para a produção de tilápias e forragem, além do cultivo de pinhão manso, variedades de mamona, como também a demonstração técnica das boas práticas agropecuárias, do zoneamento agroecológico, a utilização do software irriga caju e software irriga melão, dentre tantas outras. Já os fóruns de debates vão abordar no dia 04/07 a experiência dos produtores de sisal no sertão baiano, apresentado pela Associação do Desenvolvimento Sustentável e Solidário da Região Sisaleira– Apaeb, no dia 05/07, a experiência dos produtores de mel de abelha do sertão piauiense, coordenado pela Associação de Apicultores da Microrregião de Simplício Mendes – AAPI, dia 06/07, a experiência dos produtores de leite de cabra do cariri paraibano, apresentado pelo Centro Integrado de Desenvolvimento da Ovinocaprinocultura de Monteiro – Cendov/Capribom e no último dia a experiência dos produtores de castanha-de-caju da serra do mel - Rio Grande do Norte,coordenado pela a Cooperativa de Produtores de Castanha-decaju da Serra do Mel – Coopercaju. “Um grande número de temas que mostram que o trabalho em cooperativas transforma a realidade da agricultura familiar no Nordeste”, destaca o pesquisador da Embrapa Gherman Garcia. Na programação dos bate-papos tecnológicos unidades da Embrapa de todo o país, bem como diversas instituições de pesquisas e universidades, vão abordar temas visando à capacitação dos agricultores familiares. Alternativas de convivência com a seca e transferência de tecnologias para as áreas de sequeiro como: captação, armazenamento e uso racional da água para consumo humano, animal e vegetal no semi-árido, produção de leite bovino em pequenas propriedades, agricultura orgânica, sistema de produção agroecológica, cultivo da mamoneira para produção de bio-diesel, produção de sementes de milho para a agricultura familiar, e também processamento de frutas em pequenas unidades, criação de galinhas caipiras, abelhas, além dos quintais produtivos na agricultura familiar e como se produzir beijus enriquecidos. De acordo com o coordenador do evento, Newton Araújo, a Agrishow oferece a capacitação através de soluções tecnológicas de baixo custo que saem da teoria pra se tornar realidade no dia a dia das comunidades. “Com as aplicações das técnicas aprendidas durante o evento, estamos contribuindo para termos uma agricultura familiar competitiva e principalmente de qualidade”. O coordenador revela que a perspectiva de ampliar o número das caravanas de agricultores vindas dos estados de Pernambuco, Bahia, Piauí, Paraíba e Ceará, demonstra a grandiosidade do evento. No ano passado foram disponibilizados 300 ônibus para os agricultores, e a perspectiva para 2007 é ampliar o número das caravanas para 500. “Estaremos aumentando a área de 20 para 32 hectares, e se no ano passado oferecemos 12 mil refeições, entre café da manhã, almoço e jantar, para os pequenos agricultores, em julho vamos servir 20 mil refeições”, completa Newton Araújo. A Agrishow Semi-árido 2007 é realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos- Abimaq e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária- Embrapa, vai apresentar ainda novidades tecnológicas a exemplo do cultivo da cebola Alfa São Francisco, melão temporariamente protegido e a melancia de polpa amarela, além da introdução do Bosque Vasconcelos Sobrinho com aproximadamente dois hectares, e a trilha ecológica que será supervisionada pelo 72°BIMTZ Batalhão do Exército de Petrolina.
Pin It

Notícias por Ano