cabecalho apta130219

Abate de frango registra queda no 2º trimestre

A queda das exportações brasileiras de carne de frango, decorrente da menor demanda internacional em razão do temor dos consumidores com o vírus da gripe aviária, freou a produção no país no segundo trimestre do ano. De acordo com dados divulgados ontem (dia 28) pelo IBGE, foram abatidos 873,6 milhões de frangos entre abril e junho, com variações negativas de 13,9% em relação aos três primeiros meses de 2006 e de 8% na comparação com o segundo trimestre de 2005. A tendência era prevista por frigoríficos e avicultores desde o início do ano, mas o primeiro trimestre fechou com crescimento, conforme o IBGE. Como já há sinais de recuperação dos embarques, a produção do setor já começa a crescer novamente. No caso de bovinos e suínos, cujas vendas ainda encaram barreiras no exterior em razão da descoberta de focos de febre aftosa no Mato Grosso do Sul e no Paraná, há quase um ano, não houve retração dos abates. Conforme o IBGE, os abates de bovinos atingiram 7,5 milhões de animais no segundo trimestre de 2006, com aumentos de 6,3% sobre o primeiro e de 0,7% em relação ao intervalo de abril e junho de 2005. Mesmo no Mato Grosso do Sul os abates aumentaram 12,6% na relação entre o segundo e o primeiro trimestres deste ano. Já os abates de suínos chegaram a 6,1 milhões de cabeças no segundo trimestre, 5% mais que no primeiro e 4,8% acima do mesmo período de 2005. Ver mais em www.ibge.gov.br
Pin It

Notícias por Ano